11 de dezembro de 2017

   
 O Jornal   |   Contato
 
Colunas

Colunista:

Arilton Barreiros

Coluna do Jornalista Arilton Barreiros

04/12/2017
Arilton Barreiros

- Evandro Almeida poderá não ser o único candidato do PMDB na região da Amurel. O partido quer um candidato pelo vale do Braço do Norte.

 

- Para a virada do ano, Laguna terá uma grande novidade. O projeto Réveillon Circus, idealizado pelo Hotel Atlântico Sul, Be Liv, Céu da Boca, Babalaô e Super Chill, deverá ser inesquecível. Dia 31 de dezembro, no Porto de Laguna, teremos apresentações de diversas bandas e artistas. Ingressos já à venda.

 

- Vereador licenciado José Luiz Tancredo (PSDB) apresentou na Câmara Municipal o projeto de lei que dispõe sobre o Programa de Recuperação e Preservação da Permeabilidade do Solo do município de Tubarão. Tancredo também apresentou projeto de lei que institui o Dia do Produtor Rural.

 

- Sempre inovando, a CDL de Tubarão colocou  na rua a campanha do Natal Premiado, que sorteará três cruzeiros para casal no litoral brasileiro. Para o presidente da entidade, Luciano Menezes, os prêmios serão excelentes presentes de Natal para quem comprar ao menos R$ 100,00 nas lojas participantes.

 

- Pouca gente sabe, mas a vinda do técnico da Seleção Brasileira de Vôlei, Renan Dal Zoto, para uma conversa com atletas e professores das escolinhas e programas da Fundação Municipal de Esporte de Tubarão, só foi possível graças ao vice-reitor da Fundação Unisul, professor Valter Schmitz, que é amigo pessoal do treinador e fez o convite.

 

- O servidor da prefeitura de São Martinho Álvaro Wagner Marinho da Costa recebeu do engenheiro da Amurel, João Catâneo, o projeto de engenharia de duas cabeceiras da ponte a ser construída na comunidade de Rio Sete, na divisa com São Bonifácio. A obra está orçada em R$ 78 mil.

 

- Os empregados aposentados da Celesc sofrerão um desconto mensal em seus salários de 11%, em função de novo déficit registrado na Fundação Celos. Este novo rombo é de investimentos negativos, sem resultados, que vêm desde o ano de 2015.

 

- Empresário Sandro Maurício termina o ano satisfeito com os resultados obtidos por suas empresas. Fruto de um grande trabalho, Sandro recebeu recentemente, no Hotel Majestic, em Florianópolis, o Troféu Mérito Empresarial de Santa Catarina 2017. 

 

- Vice-prefeito de Tubarão e secretário de Gestão, Caio Torkaski, falando em nosso programa na Rádio Santa Catarina, deixou duas questões bem claras. Primeiro, que vai apoiar Júlio Garcia e Ricardo Guidi para deputado estadual e federal, respectivamente. Segundo, que deixará a pasta no mês de abril de 2018.

 

- Empresário do ramo farmacêutico Edi Carlos de Almeida foi lançado como pré-candidato a deputado estadual pelo PSC de Tubarão. Edi participou da última campanha para prefeito em Tubarão e, segundo algumas pessoas do partido, sua ideia de ser candidato é para que a sigla não fique ainda mais enfraquecida.

 

- Presidente da Câmara de Tubarão, Felipe Luiz Collaço, apresentou um projeto de lei que denomina de Ângelo Antônio Zabot a passarela de concreto sobre o Rio Tubarão. Também apresentou um projeto que declara de Utilidade Pública a Sociedade Brasileira de Eubiose - Departamento de Tubarão.

 

- Polícia Civil de Santa Catarina lançou o número de WhatsApp (48) 98844-0011 para informações e denúncias. O serviço ficará à disposição da população, oferecendo, de forma contínua, agilidade, facilidade e garantia de sigilo absoluto. A ferramenta representa mais uma importante forma de mobilização social contra a violência e a criminalidade.




 


 

CONCORRÊNCIA LEAL

A Secretaria de Estado da Fazenda lançou a 3ª edição da operação Concorrência Leal, que fiscaliza as empresas do Simples Nacional. Um total de 15.645 empresas apresentou inconsistência nos levantamentos feitos pela equipe do fisco catarinense. A ação contempla os períodos de 2014 a 2016. A relação de empresas que deverão prestar informação à Fazenda já está disponível aos contribuintes e aos seus contadores no Sistema de Administração Tributária. A 1ª edição da Operação, em 2012, se tornou um case de sucesso do fisco catarinense e despertou a atenção de outros estados. Em outubro daquele ano, a arrecadação das empresas do Simples Nacional em SC era de R$ 41,2 milhões. Em outubro deste ano, chegou a R$ 76,5 milhões. A operação já efetuou o lançamento de mais de R$ 18 milhões em notificações. Como se vê, não são apenas os políticos os culpados de tudo no Brasil.

 

RECADO DE MERÍSIO

O deputado Gelson Merisio, em contato conosco, afirmou que o mais importante é consolidar o melhor projeto em alianças com legendas que pensem igual para 2018. “Santa Catarina vai precisar de mudanças que são incompatíveis com o PMDB, precisaremos de um Estado enxuto, que gasta muito menos com burocracia, com processos administrativos, e muito mais para ter o dobro de policiais nas ruas, enfermeiros e médicos nos postos de saúde e 100% dos equipamentos de exames médicos funcionando e operando para atender toda população”. Sobre a recente pesquisa, divulgada em alguns órgãos de comunicação, resumiu da sua forma curta, direta e eficiente: “É um bom começo”. Por tudo isso, Merisio fez questão de prestigiar o evento do PSB em Criciúma, primeiro grande aliado do projeto pessedista para 2018, que depois recebeu o reforço do PP. O recado de Merisio foi claro. Só não entende quem não quer.

 

VOLTOU MAIS FORTE

O ex-deputado estadual, ex-presidente da Assembleia, ex-conselheiro do TCE, ex-presidente da Casan e ex-presidente do Badesc, Júlio Garcia, voltou às atividades políticas bem mais forte. Se há oito anos ele tinha bons amigos e uma bela lista de correligionários, hoje já deu para sentir que o PSD mais encorpado e organizado em todo o Estado, especialmente em nossa região, servirá como uma grande base para que Júlio volte a ser deputado. Em entrevista que nos concedeu na Rádio Santa Catarina, deu para perceber que ele está muito mais tolerante, que sabe quem são seus amigos e que a sua maneira de fazer política não mudou. Trabalhador, com uma ficha sem manchas e com o PSD presente em quase todos os municípios da região Sul, e devidamente alinhados com a candidatura de Júlio, os adversários que se cuidem, pois das 40 cadeiras que estarão em disputa, uma já tem dono praticamente certo. 

 

FATO NOVO

O eleitorado brasileiro anda cético com relação à eleição do ano que vem para presidente da República. Os nomes que circulam na mídia não estão sensibilizando ninguém e por isso um fato novo poderá mudar o quadro. Sabe-se que o ex-presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, andou conversando com os dirigentes do PSB e pediu garantia de ter carta branca para ser indicado ao cargo de presidente. Foi taxativo no encontro e deixou claro que não se interessa em ser vice de ninguém. Barbosa também se mostrou interessado em formar uma chapa harmônica tendo a Rede como vice e o nome poderia ser o de Marina Silva. Caso seja candidato e for eleito, Joaquim Barbosa não seria o primeiro negro a ocupar a presidência. Em 1909, Nilo Peçanha, segundo historiadores, chegava a se maquiar para mudar sua cor. Seria Barbosa o nome ideal? O que se tem certeza é que o povo quer mudar.

 

 




comentários

Sem comentários, adicione o seu!

Deixe seu comentário sobre esta coluna:
De:
Comentário:
   
 
colunas relacionadas

Publicidade


© 2011 JORNAL O MUNICIPIO - Todos os direitos reservados - Produzido por